Conecte-se conosco

maisvisto.com

Foto: Agência Brasil

Educação

Senadores e deputados querem avaliar professores e projeto já está pronto para votação! Saiba mais e compartilhe…

A proposta tramita em caráter conclusivo e, após passar pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara, estará perto de aprovação final

O Exame Nacional de Avaliação do Magistério da Educação Básica — ENAMEB —  já está pronto para aprovação na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. O projeto, de autoria do ex-senador Wilson Matos (PSDB-PR), teve parecer favorável do deputado Valtenir Pereira (PMDB-MT) no final de maio último. Na Câmara, a medida tramita sob o nº 6114/2009. (Dê sua opinião na enquete ao final da matéria).

Pelo teor original do projeto, deputados e senadores querem aferir se os professores da educação básica de estados e municípios têm preparo intelectual e sabem mesmo tomar conta de uma sala de aula. Vale para os setores público e privado.

Diz o Art. 3º:

“O Enameb aferirá o desempenho dos docentes no exercício efetivo do magistério, suas habilidades para ajustamento às exigências decorrentes da evolução do conhecimento e suas competências para compreender temas exteriores ao âmbito específico de sua profissão, ligados à realidade brasileira e mundial e a outras áreas do conhecimento.” (Grifos nossos).


Como se vê, nossos belos parlamentares não estão muito satisfeitos com a atuação dos educadores e querem checar isso através de uma espécie de “ENEM” para os docentes. Desempenho, habilidades, ajustamento às exigências, competências… Tudo será objeto de averiguação pelo tal ENAMEB.

Sem gratuidade

No texto inicial do projeto, o exame seria gratuito. A deputada Professora Dorinha Seabra (DEM-TO), contudo, mudou a redação e agora os professores terão que pagar para serem avaliados. Essa parlamentar alterou também de 5 para 2 anos a periodicidade do teste.


“A deputada Professora Dorinha destacou [ainda] que exames são ferramentas para qualificação e valorização dos professores, sendo utilizados em vários países como Estados Unidos e Alemanha.”

A proposta tramita em caráter conclusivo e, após analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara, estará bem perto de aprovação. Ou seja, professores devem começar a se preparar para o tal exame. Deputados e senadores, pelo que está no projeto, vão exigir a partir de agora mais empenho dos educadores do país.

Vote na enquete abaixo:


Deixe seu comentário e compartilhe!

Deixe aqui seu comentário

mais Educação

Curta

Mais vistas

TOPO